enemO ENEM – Exame Nacional do Ensino Médio é a mais importante forma de ingresso às universidades, de estudantes que estão terminando o ensino médio. Ele é composto por uma prova de 180 questões, dividas em 2 dias, que são no final de semana, 90 questões por dia, e no segundo dia – além das 90 questões – temos a redação.

A redação do ENEM deve ser bem elaborada, já que sua correção é bem exigente. Ela tem que ser dissertativa argumentativa, e os temas propostos sempre são relacionados à atualidade. Porém, a redação do ENEM tem um número mínimo de linhas para ser feita. Mesmo que o texto escrito esteja com seu conteúdo dentro do tema apresentado e feito da forma exigida, se ele tiver menos de sete linhas, será desclassificado, acarretando uma nota zero na redação.

Para que seja aceita a redação do ENEM, ela deve conter no mínimo essas sete linhas, e isto está compreendido no edital das edições anteriores do ENEM, o que não deve ser diferente para o edital deste ano. No edital está escrito que a redação terá sua nulidade ainda que o texto esteja em concordância ao tema que foi sugerido no caderno de questões de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias.

As redações serão corrigidas por 2 pessoas especializadas, que farão seu trabalho de forma totalmente independente um do outro. Daí, com a média das notas que cada um dá para a redação de alguém é que o INEP – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa – faz a classificação do candidato. Caso haja uma discrepância, de nota atribuída para uma redação, maior que 300 pontos – a redação vale de 0 a 1.000 pontos – a redação passa por um supervisor.

Outras formas de anular uma redação, são as que fogem ao tema proposto, que possuírem desenhos, palavras chulas e de baixo calão ou ainda outras formas de tentar anular a redação de propósito.

Postado por Phelipe Moraes