Enem inscriçãoToda vez após fazer o exame de algum concurso, as pessoas ficam ansiosas e curiosas pelo resultado da nota. Chegam a se perguntar, “Será que passei?” “Qual será minha nota?” etc. Está chegando o período de inscrições para o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) e com ele, o comportamento também não é diferente, refente às notas do exame.

Contudo, no momento da divulgação das notas, os candidatos de todo o Brasil não sabem como foi calculada sua média.
É bem simples. A média não é calculada de forma comum, pontuando a partir de questão certa e errada. Cada área de conhecimento do exame é calculada a partir da Teoria de Resposta ao Item (TRI), que analisa o procedimento dos concorrentes ao realizarem o exame. Ou seja, uma questão que seja considerada mais difícil vale mais que a fácil.

Por isso, geralmente vemos candidatos que acertaram a mesma quantidade de questões, terem um resultado final do exame diferente. A TRI torna impossível o cálculo da média do ENEM, exatamente por conta dos valores diferentes que cada questão recebe. Mas isso não é tudo. Ainda é possível que se calcule uma nota média, não oficial, apenas para saber, por alto, seu desempenho. A partir do somatório das notas obtidas em cada prova (Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Matemática e suas Tecnologias, etc) e a divisão do somatório por 5, pode-se calcular a média do ENEM.

Muita gente não sabe, mas a nota da redação também é pontuada de 0 a 1.000. Já as outras notas tem uma variação dependendo da edição do ENEM, exatamente por causa do TRI. Na edição de 2011, a menor nota de Matemática e suas Tecnologias foi 321,6, enquanto a maior nota foi 953. Porém, tirar uma nota 600 não seja tão ruim assim. Também não se sabe, mas a TRI trabalha de modo que a maioria dos candidatos consigam um mínimo de 500 pontos, que é a média nacional do ENEM.

Postado por Phelipe Moraes